TJRS é finalista do Prêmio Innovare com projeto sobre adoção

TJRS é finalista do Prêmio Innovare com projeto sobre adoção

Com o projeto Dia do Encontro, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) é um dos 12 finalistas da 17ª edição do Prêmio Innovare, que busca identificar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil. O projeto, selecionado entre as 646 práticas inscritas no prêmio, concorre na categoria Tribunal. Os vencedores serão conhecidos durante cerimônia a ser realizada no dia 1º de dezembro. 

O projeto do TJRS, inscrito pela juíza Nara Cristina Neumann Cano Saraiva e a assistente social Marleci Hoffmeister, destaca-se por organizar o encontro entre crianças e adolescentes aptos à adoção com os pretendentes previamente habilitados, ampliando as chances de formação de novas famílias. O objetivo é proporcionar um dia inteiro de atividades lúdicas e recreativas entre os menores e os pais interessados em adotar, aumentando a confraternização entre eles e a socialização dos jovens. 

O Dia do Encontro, realizado desde 2018, já viabilizou a adoção de dez adolescentes e permitiu que outros quatro participassem do estágio de convivência com possíveis pais adotivos. A prática concorre com o projeto Minha Escola, Meu refúgio, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA). 

O Rio Grande do Sul também é finalista com outras duas práticas, nas categorias Defensoria Pública e Justiça e Cidadania. Para conferir a lista completa, acesse o site do prêmio no link premioinnovare.com.br

Sobre o prêmio

Criado em 2004, o Prêmio Innovare é avaliado por uma Comissão Julgadora composta por ministros do STF e STJ, desembargadores, promotores, juízes, defensores, advogados e outros profissionais de destaque que contribuem para o desenvolvimento do Poder Judiciário.

O prêmio é promovido pelo Instituto Innovare, uma entidade sem fins lucrativos que tem como objetivos principais e permanentes a identificação, premiação e divulgação de práticas do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e de advogados que estejam contribuindo para a modernização, a democratização do acesso, a efetividade e a racionalização do Sistema Judicial Brasileiro.