Perfil: Marcia Kern, vice-presidente Cultural

Perfil: Marcia Kern, vice-presidente Cultural

Natural de Porto Alegre, aos 53 anos Marcia Kern foi eleita para estar à frente da vice-presidência Cultural da AJURIS no biênio 2020/2021.

Formada pela UFRGS em 1989, a paixão de Marcia Kern pelas artes e pela cultura foi determinante para que a magistrada optasse pelo Mestrado em Literatura Brasileira, concluído em 2014, na mesma universidade.

Juíza de entrância final, ingressou na magistratura em 1994, sendo nomeada para a Comarca de Arvorezinha, localizada no Vale do Taquari. Em 25 anos de magistratura também jurisdicionou em Lagoa Vermelha, São Gabriel e Porto Alegre, onde atualmente está classificada no 6º Juizado Especial Cível e Criminal e designada no  Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Capital.

Ser magistrada

O olhar humanizado em todas as atividades a que se propõe é também um dos traços marcantes de Marcia, que está presente de forma intrínseca na expressão pela qual se refere a carreira: “A magistratura é minha vida”.

Ela conta que a atividade jurisdicional exerce, diariamente, uma cobrança não apenas da responsabilidade profissional, de quem julga os processos, mas também como ser humano: “A vida não é fácil, e nossa função é tentar facilitar um pouco as coisas, solucionando conflitos, então que isso seja feito com gosto e empatia”.

Para além dos processos

Filha de Marisa Kern e Vilson Renner Kern, aprendeu com eles o gosto pela vida, pela arte e pela cultura. Mãe do Dante, de 19 anos, estudante de Direito, e do Marco Antônio, 16 anos, um bon vivant, ela encontrou no marido Roberto um parceiro para a vida: “Meu querido parceiro de leitura, arte e descoberta da vida depois dos 50”.

Apaixonada por todas manifestações culturais, nos momentos em que é possível estar longe dos processos, Marcia cultiva o prazer pelo artesanato: “Faço crochê, tricô, pinto e bordo, literalmente”. 

Escritora de contos, crônicas e poesias, como não poderia deixar de ser, a mestre em Literatura Brasileira também encontra na leitura um dos prazeres do cotidiano: “leio muito, por ofício e gosto”.

Entre os livros recomendados pela vice-presidente Cultural, estão “A louca da casa”, da escritora espanhola Rosa Montero, que mistura biografias e a autobiografia de forma romanceada, e às vezes com mais de uma versão de suas próprias lembranças.

 Marcia também cita o premiado “A invenção da solidão”, de Paul Auster, em que o norte-americano mergulha na complexidade das relações familiares e também faz reflexões sobre a solidão e o resultado das escolhas. Para ela, no entanto, é impossível não citar o livro mais importante de Machado de Assis, “Dom Casmurro”: “uma obra para a vida inteira”. 

Desafios da gestão

Atuando na vida associativa a partir de 2008, Marcia Kern colabora desde então com a elaboração do tradicional Caderno de Literatura. Em 2012 começou a atuar no Departamento Cultural, especialmente na curadoria da Pinacoteca. Em 2016, apresentou o programa “Momento Cultural”, transmitido pela Radioweb AJURIS.

Participando das atividades culturais da AJURIS nas últimas gestões, ela conta que percebeu uma demanda crescente por atividades culturais entre os magistrados e associados: “A possibilidade de viver a cultura junto com colegas e pessoas amigas torna o ambiente associativo o lugar ideal para tais atividades”.

Marcia também aponta que os ambientes culturais da AJURIS estão sendo cada vez mais reconhecidos como espaços de expressão da classe artística, integrando o circuito de arte da cidade e de portas abertas para a comunidade: “Temos como desafio a busca constante pela construção de uma agenda pautada por encontros e atividades, marcados pelo cuidado e talento de artistas e dos profissionais envolvidos”, finaliza.

Texto: Joice Proença

-Clique aqui para ler o perfil da vice-presidente Social, Káren Bertoncello

Clique aqui para ler o perfil do vice-presidente de Patrimônio e Finanças, Mauro Peil Martins-