Escola da Magistratura lança projeto Escola 40 anos

Escola da Magistratura lança projeto Escola 40 anos

A direção da Escola da Magistratura da AJURIS lançou em um evento na noite de segunda-feira (28/10), quando a instituição completou 39 anos, o projeto Escola 40 Anos. O projeto prevê a realização de uma série de atividades e eventos abertos ao público ao longo do próximo ano para marcar as quatro décadas da instituição oficial da Escola, que serão celebradas em outubro de 2020.

Na apresentação feita ao convidados, no terraço do prédio da Escola, o diretor da instituição, Jayme Weingartner Neto, deu detalhes do projeto Escola 40 Anos. O primeiro evento será o painel Liberdade X Censura: Artes, Comunicação e Justiça, em parceria com o Grupo RBS e que acontecerá na próxima quarta-feira (dia 6), a partir das 19h, no auditório da escola. O painel reunirá especialistas das três áreas para debater as questões que envolvem os limites da expressão.

Para 2020, estão previstos um ciclo de conferências nacionais e internacionais, abordando diferentes aspectos da história e do universo da Justiça, e atividades envolvendo estudantes e faculdades de Direito. As informações de todos os eventos serão divulgados nas próximas semanas. “Temos o compromisso de celebrar os 40 anos da Escola afirmando nosso papel de ser um gerador de conhecimento e um centro da cultura jurídico-humanista”, disse Weingartner.

Durante o evento, foram homenageados os diretores e ex-diretores da Escola da AJURIS, que receberam uma escultura do artista plástico Pedro Girardello. Em outro momento da noite, os convidados puderam escolher a marca dos 40 anos da Escola da AJURIS, a partir de propostas gráficas apresentadas pela agência de propaganda Morya. 

A presidente da AJURIS, Vera Lúcia Deboni, e os vice-presidentes Orlando Faccini Neto, Cristiano Vilhalba Flores, Madgéli Machado, Patrícia Laydner e Felipe Rauen participaram do evento, além do vice-diretor da Escola, Roberto José Ludwig, e integrantes do Conselho Executivo da Associação e do Conselho Consultivo da Escola. Em uma breve saudação, a presidente da Associação lembrou da importância do papel da Escola ao longo dos anos na formação da magistratura gaúcha

Homenagem a ministro Ruy Rosado

Durante a tarde, em sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, foi aprovado por unanimidade a proposta da Escola da Magistratura e do CJUD de denominar o miniauditório de Espaço Ministro Ruy Rosado de Aguiar Júnior.

A proposta foi apresentada ao plenário pelo desembargador Francisco José Moesch. Falecido em agosto, o ministro Ruy atuou no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e foi diretor da Escola da Magistratura.