Nota pública

Nota pública

A AJURIS – Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul -, vem a público prestar solidariedade ao presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, em virtude das declarações proferidas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, no dia de hoje (29/7).

Suscitando saber como o pai do presidente da Ordem dos Advogados “veio a desaparecer no Rio de Janeiro”, o presidente da República aludiu que poderia lhe contar como é que “o pai dele desapareceu no período militar”, justificando, ainda, o assim chamado “desaparecimento”, à conta de sua vinculação com grupo militante contra a ditadura militar.

As afirmações do presidente da República insultam o advogado Felipe Santa Cruz, pela rememoração de um episódio por certo trágico em sua experiência pessoal, bem como representam a conspurcação das leis e da Constituição brasileira, visto que tendentes a justificar a tortura e a morte cometidas por agentes do Estado, quando, em absolutamente nenhum caso, a tortura e a morte podem ultrapassar a categoria de insuplantável interdito.

O exercício do mais alto cargo da estrutura pública brasileira exige decoro, serenidade e contenção verbal; a memória dos mortos no período autoritário brasileiro não pode ser vilipendiada; os governados do presente, todos eles, merecem respeito.

 

Vera Lúcia Deboni
Presidente da AJURIS